16 de novembro de 2009

Pudim de tapioca e coco


Consegui trazer na minha mala dois quilos de farinha de tapioca. Sabia perfeitamente que era expressamente proibido trazer qualquer tipo de alimento na bagagem, mas quem liga para isso? Depois de passar por três aeroportos, somente no último, o aeroporto de Catania, fizeram passar minha bagagem no raio x. Já estava disposta a dizer "me prendam, mas não confisquem minha farinha!". A policial, no entanto, só nos deu uma chamada, perguntou se sabíamos que era proibido, e que isso não se repetisse mais. Nós inocentemente respondemos: "mas é só farinha...". Bem, não é permitido trazer NADA, o que inclui a farinha.

Eu estava morrendo de saudades de comer a verdadeira farinha de tapioca. A tapioca baiana!! Aqui em Catania já encontrei uma espécie de tapioca chinesa que parecia bolinhas de naftalina!


Quero precisar que a farinha de tapioca a qual me refiro é aquela em flocos. Não sei se existe em todo o Brasil, mas na Bahia a diferença entre os tipos de tapioca são bem grandes. Cada uma serve para uma coisa diferente. O que em São Paulo é conhecida como tapioca, na verdade é a goma.

Agora vamos à receita do pudim, cuja receita copiei de uma lata de leite condensado.


Ingredientes:

01 xícara e meia de leite
200ml de leite de coco
1 xícara de tapioca em flocos (ou quebrada)
01 colheree de sopa de manteiga
04 ovos
01 lata de leite condesado

Calda:
01 xícara de açúcar
1/2 xícara de água

Para decorar:
Coco ralado no ralo grosso


Em uma panela de fundo largo, coloque o açúcar. Leve ao fogo baixo deixando derreter suavemente. Quando estiver bem dourado, junte meia xícara (chá) de água fervente e mexa com uma colher de cabo longo. Deixe ferver até dissolver os torrões de açúcar. Forre com esta calda uma fôrma com furo central (19 cm de diâmetro) e reserve.

Aqueça o leite e o leite de coco e deixe a tapioca de molho nesta mistura por cerca de 1 hora. Coloque no liquidificador a manteiga, os ovos, o Leite Moça e misture com a tapioca reservada. Despeje na fôrma caramelada e leve ao forno médio (180°C) em banho-maria por cerca de 1 hora. Desenforme e leve para gelar.

7 comentários:

Ana

minha filha, jah fiz esta receita e o povo adora!

semana passada usei minha tapioca para fazer mingal e ficou maravilhoso!

fiz tambem um bolo com calda de doce de leite e ficou divino!

oh meu deus do ceu!
que pecado eh a gula...

Patricia

Aninha, vc ta saindo melhor do que a encomenda!! Daqui a uns dias vou ver Marco todo barrigudinho kkkk
Estou muito orgulhosa de voce! rsrsrs

Cucchiaio pieno

Oi Patricia, voce veio a todo vapor , heim!? Daria tudo por um pedaço desse pundim! Pena que aqui nao encontro os ingredientes pra comprar - snif, snif...
Bjos
Léia

Anônimo

Cris, assim voce maltrada minha filha!! rsrsrs
Pena que aqui em Catania nao encontro a farinha,que fim de mundo!!! Parabènsssssssssssssss

Paula Pessoa

manjericota

Ola Ana,

Esta é minha primeira visita. Tapioca é muito boa tbém para fazer aquela tapioca mesmo, so com manteiga e recheada com leite condensado...hummmm. Pena q aonde moro, seja bem difícil de encontrá-la. Ela parece uma goma.

PS: Aproveite e faça uma visita ao meu blog.

Bj,
Dani

Paty

Oi Paty! Quanto tempo hein?

Menina, também amo tapioca, essa receita tá de dar água na boca...

Eu não fazia a menor idéia que você era de Salvador também, fiquei sabendo agora, legal!

Ontem assisti Julie&Julia e só lembrei de você com seu Blog de culinária.

Abraços,
Paty.

Verena

Pat, que maravilha essa receita! As fotos estão de babar!!!!
E deixa os gringos falarem...leve sua tapioca sim, mais vale um gosto do que dois vinténs...!
Beijos!

Colher de Pau   © 2008. Template Recipes by Emporium Digital

TOP